Desvendando o Chapter 11: Entenda Como Empresas se Recuperam Financeiramente nos EUA

Notícias
Andressa Kassardjian explica o Chapter 11

Desvendando o Chapter 11: Entenda Como Empresas se Recuperam Financeiramente nos EUA

Desvendando o Caminho da Recuperação: Insights sobre o Chapter 11 e o Caso da Gol

AndressaPanRotasSite

 

A notícia reverberante do mundo do turismo em janeiro foi o movimento surpreendente da Gol Linhas Aéreas ao entrar com um pedido de recuperação judicial, conhecido como Chapter 11, no Tribunal de Falências dos Estados Unidos. Mas afinal, o que é esse capítulo do código de falência americano e por que é tão relevante para empresas como a Gol?

No âmago desse processo está a oportunidade para as empresas não apenas reestruturarem suas finanças, mas também fortalecerem suas operações a longo prazo, enquanto continuam suas atividades comerciais de maneira ininterrupta. O que isso implica exatamente e por que tantas empresas, incluindo gigantes como a American Airlines e a Latam Airlines, optam por esse caminho?

Para desvendar todos os aspectos do Chapter 11 e sua aplicabilidade para empresas brasileiras, o Portal PANROTAS entrevistou Andressa Kassardjian, advogada especializada em recuperação judicial do PGLaw. Em uma conversa esclarecedora, Andressa delineou os detalhes desse processo complexo, desde sua natureza até suas implicações para empresas como a Gol.

Estruturado como um mecanismo de reorganização, o Chapter 11 oferece às empresas uma oportunidade de renascimento financeiro. O devedor mantém o controle de seus ativos e operações enquanto propõe um plano de reestruturação que visa não apenas liquidar suas dívidas, mas também recuperar sua posição financeira de forma sustentável.

No entanto, o Chapter 11 não é um “passeio no parque“. Enquanto nos Estados Unidos o processo oferece uma suspensão automática das obrigações financeiras, no Brasil, a recuperação judicial segue um caminho mais complexo, exigindo uma documentação extensa e enfrentando desafios adicionais.

No caso da Gol, uma das estratégias cruciais para sua saída eficaz do Chapter 11 é o financiamento de emergência, conhecido como DIP Financing, que permitirá à empresa continuar suas operações enquanto negocia seu plano de reestruturação com os credores.

Mas o Chapter 11 não é exclusivo do setor de aviação; empresas de diversos setores podem recorrer a esse processo como uma tábua de salvação em tempos de crise financeira. No entanto, a escolha entre o Chapter 11 nos Estados Unidos e a recuperação judicial no Brasil é uma decisão estratégica, influenciada por uma série de fatores, desde a natureza da dívida até o ambiente regulatório e o perfil dos credores.

Em resumo, o Chapter 11 é muito mais do que um simples processo legal; é uma oportunidade para as empresas renascerem, mais fortes e resilientes do que nunca. E entender sua complexidade é fundamental para navegar pelos desafios financeiros com sucesso.

Para ler a matéria original, clique aqui

Para entender um pouco mais sobre Recuperação Judicial, confira o PG On Air, nosso podcast, clicando aqui